Count
DESOCUPADOS
JÁ ENTRARAM
NESTE BLOG

mail
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 10/11/15

Twitter


PÁGINA OTACOMIX
DO FACEBOOK



Terça, 10 de novembro de 2015
BIPOLAR EM LIVRO
<----Este é um estudo da capa do primeiro volume da Bipolar em e-book, um dos próximos lançamentos na minha recém-inaugurada divisão de e-books.
A série THE OTA ADVENTURES começou a sair no Facebook em janeiro deste ano. As primeiras tiras eram soltas ou aventuras que duravam uma semana. Em março, apareceu uma personagem que não saiu mais da série: a Garota Bipolar, que nem note tinha ainda. Ela se apossou da casa do Ota e aprontou mil confusões desde então.
O plano era essa série durar umas 160 tiras e tudo ser reunido num álbum no formato Asterix com 48 páginas. Pensei melhor e concluí que o formato ideal seria quadrado como nesse exemplo à direita.---->
Assim, combinaria melhor com o ritmo de 6 tiras para cada mini-arco. A essa altura a história estava se esticando e seria preciso umas 70 ou 80 páginas para abrigar a história, que já estava indo para, supostamente, umas 200 tiras.

A idéia era lançar um patrocínio de crowdfunding. Para fazer um livro assim seria necessário eu levantar uns 20 mil reais. Porque teria que ser em cores mais uma capa caprichada, etc. E o preço da postagem, que não é barato. Com isso daria para fazer uma tiragem que atendesse aos apoiadores e eu ficaria com mais alguns pra vender em eventos, lançamentos, livrarias etc.
Mas a história foi se esticando. Segurei a campanha um pouco. Só poderia botar a campanha na rua quando tivesse faltando fazer apenas umas 30 tiras. Mas cada hora surgiam mais ideias. Bom, para encurtar hoje estou na tira 200 e pouco e ainda falta acontecer muita coisa. Talvez passe de 300. Na sequência atual, após mais uma briga com a Bipolar o Ota vai se aliviar na famosa Termas 69, onde reencontra suas amigas Maria Peituda, Bete Cenoura e Lili Putty. E descobre que a sua amada já trabalhou lá!

Depois disso vão acontecer mais coisas. Não sei direito quando vou conseguir terminar esta saga, mas pra sair uma campanha de crowdfunding só pode ser de janeiro em diante.
Isso pra fazer um livro do jeito que expliquei acima, com a história toda. Nesse meio tempo surgiu o projeto dos e-books. A história, na posição que dá, já dá pra fazer 3 livros pocket de 100 páginas. E e-book é mais "barato" de fazer. já que não tem o problema da gráfica e dos correios.

Então a posição atual é o seguinte. Mais um pouqunho já estará disponível na Amazon o primeiro volume, cujo estudo de capa está no início deste post... que reúne as primeiras cento e poucas tiras, que correspondem às primeiras 24 horas desse relacionamento conturbado.
No e-book as páginas ficarão deste jeito ao lado---->
com uma tira por página e dispostos em posição vertical. Um pequeno reloginho no estilo do seriado 24 horas cronometra a série em tempo real. Nesta tira, que vem a ser a quinta, eles já se conhecem há dez minutos e ela já está dando escândalo. A mesma tira é a do meio no demo das páginas em formato quadrado, que será o do livro em papel definitivo.
Então é isso. Enquanto continuo com calma as tiras novas que posto todo dia de semana na minha página de fã do Facebook estou preparando a versão em e-book do volume 1, correspondente ao primeiro dia. O segundo e terceiro mostram a sequência. Como ainda por cima estou fazendo "tiras retroativas" é possível que o segundo livro vá até aquela parte que eles passam a noite na delegacia. E o terceiro os acontecimentos que vieram a seguir,que no momento ainda estão se passando na Termas.

Enfim, os 15 mil seguidores no Face estão acompanhando as tiras à medida que são feitas. Mas lembrem-se. Nem todas as tiras estão sendo postadas. Os livros terão várias inéditas. Isso porque, além de algumas tiras retroativas, não posso publicar tudo no FB por causa da censura. O FB implica com mamilos. Ou seja, a garota Bipolar pelada, só nos livros.

Permalink


Terça, 27 de outubro de 2015
MEU EBOOK NA AMAZON!!!
Enquanto não pinta o dinheiro para as versões em papel, estou começando a colocar toda a minha obra em e-books. O primeiro é O REI ESTÁ NU, uma releitura de antigos cartuns publicados em 1984 na finada revista Mad.

Em uma semana aprontei o livro. Aliás em seis dias, no sétimo descansei. Peguei as piadas antigas, criei novas e coloquei tudo no liquidificador. Isso com valiosa ajuda do Eldes Saullo, que além de meu fã desde a década de 1980 é o maior especialsta em e-books que conheço. Ele é especialista em fazer e-books ensinando como fazer e-books. No site dele www.eldessaullo.com isso é explicando melhor. O Eldes me ensinou o caminho das pedras e logo o livro restava lá na Amazon. Já tenho algum dinheiro a receber.

Aliás o bom da Amazon é que proporcionalmente a gente recebe mais que numa editora física. Já que vários intermediários são eliminados, tipo gráfica e a própria editora, e a Amazon funciona como livraria.
Se você quiser dar uma força, clique na capinha ao lado----->
e baixe o e-book por apenas R$ 5,99 sem sair de casa.

Esses são alguns dos cartuns que tem lá dentro... 32 ao todo. E o fac-símile das Mads originais.


Terça, 13 de outubro de 2015
PLAYBOY SEM MULENUA?
E o impossível acontece. A partir de 2016, a revista Playboy não publicará mais fotos de mulheres nuas. Ao que parece, ganharão mais dinheiro sem as mulheres peladas do que com. A decisão causou espanto, mas foi muito bem estudada. Entre outras coisas, com o novo formato, ganhará uma exposição melhor nos pontos de venda, já que poderá ficar ao lado de revistas "normais". As pessoas terão que passar a comprar "pelos artigos" como diziam que faziam antigamente. Sempre comprei pelas mulheres, mas já tinha parado há algum tempo.
Mas a indústria pornô não é a que mais dá dinheiro? Sim, mas mulher nua é o que mais tem na Internet. Não precisa mais comprar revista, se pode baixar de graça. Os sites são pagos, mas a pirataria rola solta e as mulheres estão à disposição com uma simples googlada.
Vamos explicar como esse movimento começou. Quando a Internet se popularizou lá pelos meados da década de 90 as fotos de peladas circulavam em trocas de arquivos por BBS, IRC e outros meios de comunicação da época, precursores das atuais redes sociais. Algumas pessoas escaneavam antigas revistas de nudismo e PLayboys velhas e havia um imenso movimento de trocas. Algumas pessoas perceberam que dava pra ganhar dinheiro com a coisa e criaram sites pagos. Um cara chamado
<---Eolake Stobblehouse fundou então o DOMAI (sigla de Dirty Old Men's Association International), um site que começou com fotos piratas de garotads novinhas mas logo começou a comprar de fotógrafos renomados. As fotos eram escolhidas a dedo e só tinham menin as lindas. Ele criou o conceito de "simple nudes". Isto é, meninas lindas como vieram ao mundo, sem baixaria, só posando e mostrando seus encantos.
Eolake começou a ganhar dinheiro com isso e foi logo imitado. Seu maior concorrente era o Met-Art, surgido em 1999, que acabou abocanhando a maior fatia do mercado. Hoje é um conglomerado de sites eróticos, que engloba além do Met-Art original (quatro ensaios por dia, com cem ou duzentas fotos da mesma mulher no mesmo ambiente) outros concorrentes que foi adquirindo, entre eles o próprio Domai, que Eolake vendeu em 2013.
Bom, pra encurtar a história a indústria da mulher pelada foi crescendo sem parar. Hoje além desses sites de peladas normais, há centenas alguns especializados em qualquer tara, até mesmo fotos de mulheres carecas (peladas ou não) e todos gaham dinheiro.
Para alimentar essa indústria, um exército de fotógrafos e modelos está à disposição. No exato momento em que você está lendo isso há dezenas de fotógrafos tirando centenas de fotos de peladas e depois eles vendem as fotos para esses sites.
Fiquei pensando: quanto ganham essas meninas para mostrar a perereca? E quanto ganham os fotógrafos? É claro que um ensaio de uma famosa como a Cleo Pires para a Playboy brasileira valia um apartamento para a modelo e uma boa grana para o fotógrafo. Mas não é o caso das modelos comuns, as que posam pra esses sites.
Os sites compram as fotos em pacotes. Tipo 100 a 200 fotos da mesma mulher no mesmo cenário, que pode ser um estódio ou uma praia paradisíaca. Pagam merreca for foto (de 3 a 5 dólares) mas pela quantidade compensa. Um ensaio pode render uns 500 dólares ao fotógrafo. É ele que está vendendo as fotos.
As modelos ganham por hora. Algo em torno de 100 a 200 dólares por hora de trabalho. Mostrando-se em todos os ângulos. E recebe na hora. Para fazer a coisa render, todos - modelos e fotógrafos - têm que trabalhar muito. Só lucram na quantidade. Um fotógrafo médio bate uns 10 ensaios por semana, às vezes vários em um dia. E as garotas também têm uma agenda corrida. Ah, sim, junto com as fotos a garota tem que deixar o fotógro bater uma foto de seu documento de identidade, pra provar que ela não é de menor, senão dá cana pra todo mundo.
A parte seguinte do trabalho é vender as fotos pros sites. Começa oferecendo pros que pagam mais, depois vai vendendo a xepa pros menores. às vezes as fotos ficam encalhadas nas prateleiras, digo, HDs externos durante um tempo até saírem todas. Mas, normalmente, o fotógrafo já tem uma clientela certa.
Os nomes das modelos variam de site pra site. A maioria dos clientes não se importa muito quem são as mulheres, querem é ver os peitos e pererecas. E é que nem em puteiro, às vezes uma garota vai trabalhar numa casa e aquele nome de guerra já está tomado e ela tem que arrumar outro. É por isso que algumas modelos têm dúzias de nomes, dependendo de cada site. Como é o caso desta linda modelo russa, Ann Glazyrina ------>
que é conhecida como Rudy C, Angelina B, Annabelle, Anetta, Anna, Anna G, Annabell, Ava, Avatarina, Belle, Ginger, Indi, Narnia e ficou mais famosa como Indiana A na Met-Art.
<----Esta outra beldade é conhecida domo Natalia B, Natalya, Natasha, Alena H, Cassie, Diana, Galina, Jose, Lia, Natashka, Nathalie, Natka, Orosz, Sasha e outros. Suas melhores fotos são as batidas pelo maridão, o fotógrafo Vadin Rigin.
Ou seja, na indústria das peladas uem ganha mesmo são os empresários, isto é, os donos dos sites... e alguns fotógrafos que têm muita produção e até abriram os seus próprios sites (esses vendem as fotos para si próprios) Quanto às garotas... bem, elas não estão milionárias. As mais famosas conseguem cobrar mais por sessão, mas as da arraia miúda ganham de 100 ou 200 dólares pra mostrar a xota pro mundo inteiro... não é tanto assim. às vezes elas ganham mais por fora fazendo programas e os sites funcionam mais como books. E algumas dão sorte de arrumar um milionário de se casa com elas... assim vai a vida.

Permalink



Quarta, 20 de maio de 2015
LIVRO DA GAROTA BIPOLAR
Vai tomando forma o livro da Garota Bipolar. Será em formato quadrado, algo como 21x21cm. As páginas ficarão assim:


As tiras são feitas numa base de seis por semana e publicadas diariamente no Facebook e também no Twitter. Cada semana forma um mini-arco dentro da história central. Nesta sequência o Ota descobre que sua amada é bipolar e corre risco de vida.
De fato, ele morre na sequência que está sendo publicada esta semana aqui. Mas acho que é necessário ter conta no Facebook pra conseguir entrar.



Quarta, 20 de maio de 2015
THE OTA ADVENTURES
De uns meses pra cá comecei a produzir uma tira, em ritmo diário, que é publicada em primeira mão aqui, numa página de fã do Facebook.
Em fevereiro, mais ou menos, começou um arco de histórias com a GAROTA BIPOLAR. A primeira tira foi esta.
Essa tira acabou sendo redesenhada posteriormente e ficou assim:
É possível que eu ainda vá passá-la a limpo de novo. Bom, essa tira marcou a entrada da nova personagem, namorada do Ota (notem que, como o Pelé e o Nixon, eu falo de mim mesmo na terceira pessoas quando estou me referindo ao personagem).
Ela não tem nome próprio. Talvez nunca venha a ter. A personagem da Marilyn Monroe no filme O Pecado Mora ao Lado (7 year itch)------>
também não tem. Ela nunca diz o nome dela no filme e nos créditos é citada como "the girl". Uma personagem tão boa assim não precisa de nome. Foi meio pensando nesse filme que eu resolvi não dar nome à garota. Mas como personagem precisa ter nome passei a chamá-la de GarOta Bipolar e o nome pegou. Seu verdadeiro nome nunca ninguém vai saber.

Bom, seja como for, essa personagem pegou. Até agora publiquei umas oitenta tiras desde que houve esse primeiro encontro e a série está longe de parar. Na verdade, não se passaram nem 24 horas desde que eles se conheceram e ela até já "matou" o Ota. A série deve durar umas 200 tiras. Já estiquei das 160 projetadas originalmente para mais esse tanto.

Se você não tem Facebook, provavelmente não vai conseguir ver a página Otacomix, mas estou postando também no meu Twitter.

De qualquer forma, uma hora dessas ponho todas aqui no meu sáite. Aqui vai mais uma recente:

O importante que quero anunciar é que essa história vai virar um projeto de crowdfunding... no segundo semestre quero lançar um livro da OTA ADVENTURES com a GAROTA BIPOLAR reunindo todas as 200. Ainda faltam uns 4 meses de tiras de um história que não vai acabar tão cedo. Fiquemligados que quando começar a campanha eu aviso vocês.

Permalink
P.S.: Depois tento recuperar os arquivos antigos do Blog.